30 de abr de 2014

Resenha: Uma longa jornada

Título: Uma longa jornada
Autor: Nicholas Sparks
Editora: Arqueiro
Ano: 2013
Pág: 368
ISBN: 978-85-8041-195-9

SINOPSE:
Desde que terminou com o namorado, Sophia tem evitado sair de casa, porque ele a persegue aonde quer que vá. Após muita insistência de sua melhor amiga, ela acaba cedendo e vai a um rodeio. O que não podia imaginar era que encontraria um grande amor. 
Luke é um jovem habilidoso que ajuda a mãe com todo o tipo de tarefa na fazenda da família. No entanto, um terrível acidente os deixou numa situação econômica difícil e eles podem perder a propriedade - a menos que Luke volte à ativa e vença as competições de montaria em touros.
Quando Luke e Sophia começam a se relacionar, ela não entende por que a mãe dele fica tão chateada com sua volta à arena. O que ela não sabe é que o peão guarda um terrível segredo, que pode acabar com os sonhos de todos.
Perto dali, o doce e apaixonado Ira, de 91 anos, sofre um acidente de carro. Preso nas ferragens e sem muitas esperanças de ser encontrado, vê o filme de sua vida passar diante de seus olhos e relembra os detalhes de seu longo e feliz casamento com Ruth.
Quem sabe as surpresas que a vida poderá trazer quando esses três destinos se cruzarem? Em uma longa jornada, o campeão de vendas Nicholas Sparks conta uma história emocionante e inspiradora sobre o poder que o amor tem de superar até os mais difíceis obstáculos.

Este deve ser o 12º ou 13º livro de Nicholas Sparks que eu leio. Sim, sou fã do autor, com seus romances complicados e finais inesperados, nem sempre felizes. Como já disse em uma resenha anterior, gosto da realidade das histórias que ele cria. Mas não achei Uma longa jornada um dos melhores livros dele. 
O livro conta a linda história de amor de dois casais separados pelo tempo: Ira e Ruth viveram um casamento feliz por mais de 50 anos, enquanto Sophia e Luke acabaram de se conhecer e estão descobrindo a paixão, o amor e a cumplicidade. A história dos dois casais são contadas de maneira intercalada e nos faz ficar pensando no momento em que se cruzarão e se será um acontecimento feliz ou mais uma tragédia.
Ira aos 91 anos, viúvo de Ruth, sofre um acidente de carro e fica preso no veículo, fora de vista de quem passa na estrada, machucado e em pleno inverno. Durante este período em que espera por um possível resgate, se apega a imagem da esposa falecida 9 anos antes e relembra a vida do casal. Apaixonado pela esposa, Ira não sabe viver sem ela que foi seu porto seguro durante toda a sua vida. Seus relatos são cheios de amor e ternura, mas achei um pouco maçantes. As lembranças de Ira foram contadas detalhadamente, em um ritmo mais lento, que tem tudo a ver com o momento do personagem, mas que me desmotivou em algumas passagens, apesar da beleza da narrativa. 
Sophia acaba de sair de um namoro ao descobrir que foi traída duas vezes e encontra inesperadamente com Luke, um peão de rodeio e fazendeiro que a defende de um ataque do ex-namorado.
Luke se dedica a montaria desde pequeno, incentivado pelo pai, mas após sofrer um acidente na arena, não se sente mais seguro ou a vontade para enfrentar os touros nos campeonatos. Mas responsabilidades financeira com a fazenda da família o obrigam a enfrentar seus medos e tentar ganhar a vida como peão novamente. Neste cenário, ele conhece Sophia, "moça da cidade" e os dois se envolvem de maneira suave e romântica, tentando enfrentar os desafios de duas vidas totalmente diferentes para ficarem juntos.
Um romance inspirador que apresenta a força do amor superando decepções e obstáculos e se tornando cada dia forte. E claro, um final inesperado!
Ler Sparks é bom sempre e, apesar de não escolher Uma longa jornada como um dos meus favoritos, é um livro agradável que nos traz boas sensações e emoções.

Nenhum comentário:

Postar um comentário