8 de abr de 2014

Resenha: A Culpa é das Estrelas



Título: A culpa é das estrelas
Autor: John Green
Ano: 2012
Editora: Intrínseca
Páginas: 288
ISBN: 978-85-8057-226-1

SINOPSE:
Hazel é uma paciente terminal. Ainda que, por um milagre da medicina, seu tumor tenha encolhido bastante - o que lhe da a promessa de viver mais alguns anos -, o último capítulo de sua história foi escrito no momento do diagnóstico. Mas em todo bom enredo há uma reviravolta, e a de Hazel se chama Augustus Waters, um garoto bonito que certo dia aparece no Grupo de Apoio a Crianças com Câncer. Juntos, os dois vão preencher o pequeno infinito das páginas em branco de suas vidas. 

Inspirador, Corajoso, Irreverente e Brutal, A culpa é das estrelas é a obra mais ambiciosa e emocionante de John Green, sobre a alegria e a tragédia de viver e amar.

Depois da minha estréia nas obras de John Green com Cidades de Papel, é lógico que não poderia me esquivar de ler A culpa é das estrelas. É o livro do momento, está liderando a lista dos mais vendidos a semanas e já recebeu inúmeras críticas e elogios. Tem quem o ama e quem o odeia, quem o acha superficial e quem nele encontra lições e reflexões. Mas vamos lá!
Terminei este livro três dias atrás, mas só hoje me senti confortável para escrever. Motivo? Estava tentando entender meus sentimentos em relação a história. Você vai concordar comigo: para uma mãe de adolescentes, qualquer história de crianças com câncer são aflitivas, ainda mais contada de forma tão aberta como Green fez.
Hazel tem dezesseis anos e foi diagnosticada aos treze com um câncer de tireóide e metástases no pulmão. Seu pulmão foi gravemente afetado pela doença e ela só respira com a ajuda de um cilindro de oxigênio que carrega consigo o tempo todo. Em uma reunião do Grupo de Apoio a Crianças com câncer, os leitores conhecem outro personagem importante, responsável por nos provocar uma série de reflexões. Isaac, dezessete anos, câncer nos olhos, cirurgia para retirada do segundo olho marcada para duas semanas, ou seja, data marcada para ficar completamente cego.
Nesta mesma reunião, Hazel conhece um cara bonitão, que não tira os olhos dela, convidado por Isaac para participar das reuniões. Augustus Waters. Dezessete anos, vítima de osteossarcoma, que lhe amputou uma das pernas. Sem reincidência a mais de 18 meses. 
O cenário que acabo de descrever é suficiente para a história mais triste já contada envolvendo adolescentes, mas o que mais me intrigou foi que a leitura não me trouxe angústia. Me envolvi na história e me entristeci pelos jovens a cada página, me alegrei com as superações. Mas ainda estava com um sentimento estranho. Até que percebi o motivo: Green nos deu estes personagens já em fase de aceitação. Acho que é isto! Eles conversam e discutem a respeito da morte iminente com uma naturalidade desconcertante. Claro que há momentos de revolta, mas na maioria das situações, eles tem uma maturidade impressionante com tema. E isso fez toda a diferença!
Hazel e Augustus se envolvem em uma amizade reconfortante, dividindo seus medos, suas realidades e a imaginação sobre o intrigante final do livro Uma Aflição Imperial (uma obsessão na vida de Hazel). 
Entre o apoio que dão um ao outro e ao amigo Isaac, as tentativas de não fazer os pais sofrerem além do inevitável, a culpa por se envolverem, causando sofrimento quando chegar o momento da partida, Hazel e Augustus vivem o melhor período de suas limitadas vidas.

"Gus, meu amor, você não imagina o tamanho da minha gratidão pelo nosso pequeno infinito. Eu não o trocaria por nada desse mundo. Você me deu uma eternidade dentro de nossos dias numerados, e sou muito grata a isso".

Descrito pelo The New York Times como "Um misto de melancolia, doçura, filosofia e diversão. Green nos mostra um amor verdadeiro... muito mais romântico que qualquer pôr do sol à beira da praia", A culpa é das estrelas é uma leitura que recomento a todos, de jovens adolescentes a pais, como eu. Um conselho: não o leia superficialmente, se envolva e se permita refletir e aprender.



A prova da dimensão do sucesso que este livro fez é sua esperada adaptação para o cinema. O filme tem estréia prevista para 06 de junho.



Veja o trailer do filme: 

https://www.youtube.com/watch?v=lFOOZJ1UChg


Conheça o site do livro, com uma interessante sessão de perguntas dos leitores e as respostas do autor (alerta de spoiller!)

http://www.aculpaedasestrelas.com.br/


Nenhum comentário:

Postar um comentário