27 de nov de 2014

Resenha: A princesa de gelo

Título: A princesa de gelo
Autora: Camilla Läckberg
Editora: Planeta
Ano: 2010
Pág.: 365
ISBN: 978-85-7665-526-8

SINOPSE:
A biógrafa Erica Falck volta à sua cidade natal, a pequena Fjällbacka, em busca de um lugar sossegado para concluir seu próximo livro e resolver algumas questões referentes ao inventário da morte de seus pais. Em pouco tempo, Erica percebe que a cidade em que cresceu já não é mais uma tranquila vila de pescadores, por estar sendo invadida por um crescente número de turistas.
Ao mesmo tempo em que tenta adaptar-se às transformações da cidade, Erica Falck recebe uma dura notícia: Alexandra Wijkner, sua amiga de infância, é encontrada morta na banheira da casa onde morou quando criança despertando a suspeita de suicídio. Porém, nem tudo se encaixa. Por que alguém atraente, confiante e tão cheia de vida como Alex daria fim à própria vida? Por que Alexandra estava em Fjällbacka e não em Göteborg com seu marido?
Erica parte, então, em busca por respostas que a levará a desvendar mentiras e segredos guardados a sete chaves e capazes de mudar o destino de muitos.


Se você gosta de romances policiais e ainda não conhece a escritora Camila Läckberg tem que corrigir isso já! Isso mesmo, os livros dela são excelentes. Camila é uma escritora Suéca que é considerada a nova Agatha Christie. Não arrisco afirmar que seja a verdade mas já é uma credencial e tanto, não é?

A princesa de gelo foi o primeiro livro publicado no Brasil, pela Editora Planeta e é a primeira aventura de Erica Falck, uma biógrafa que retorna a sua cidade natal para terminar seu livro e resolver questões familiares e de repente se vê envolvida na investigação da morte da amiga de infância Alex. Erica foi umas primeiras pessoas a ver Alex morta: deitada na banheira, com a água congelada ao seu redor, contrastando com o vermelho do sangue. A princípio, todos, inclusive Erica, acreditaram se tratar de suicídio, mas logo é levantada a hipótese da garota ter sido assassinada e Erica se envolve na investigação juntamente com o detetive Patrick Hedström.

A história é muito bem contada, com muitos personagens e todos bem construídos. O desenrolar da trama faz com que fiquemos tentando descobrir seu desfecho e assim avançamos na leitura de maneira natural. Enquanto vamos acompanhando o avanço das investigações, também testemunhamos o início de um envolvimento entre os dois personagens, Erica e Patrick e seus dramas pessoais.

Aliás, os dois personagens seguem protagonizando mais três histórias publicadas no Brasil: Gritos do Passado, O cortador de pedras e O estranho.






A escritora tem outros livros, mas desconheço sua publicação no Brasil. Sei que foram publicados em Portugal pela Dom Quixote, que pertenceu ao grupo Planeta no passado e hoje é parte da Leya


Para você que curte livros de suspense, eu indico com entusiasmo a sua próxima leitura: A princesa de gelo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário