18 de jul de 2016

Resenha: Tá todo mundo mal

Tá todo mundo mal
Jout Jout
Companhia das Letras, 2016

Sinopse
Do alto de seus 25 anos, Julia Tolezano, ou Jout Jout, já passou por todo tipo de crise. De voltar frustrada das festas da adolescência por não ter encontrado o príncipe prometido por sua mãe a não fazer a menor ideia de que carreira seguir. Neste primeiro livro, ela reuniu suas "melhores" angústias em textos tão espirituosos e iluminadores quanto os vídeos do seu canal no YouTube.
Família, corpo, inseguranças, relacionamentos amorosos, trabalho, onde morar ou mesmo o que fazer com os sushis que sobraram no jantar são algumas das questões que ela levanta e com as quais todos nós podemos no identificar e até nos confortar – por nada como conhecer uma crise alheia para aliviar nossas próprias neuras.

Não sou muito de acompanhar canais do YouTube, os vídeos da JoutJout são os únicos que eu realmente gosto! Por isso, eu estava extremamente ansiosa para ler o Tá todo mundo mal.
Falando primeiro da parte gráfica do livro: tanto a capa quanto o miolo me agradaram bastante. Achei que ambos abordaram uma proposta bem moderna e jovial, perfeita para o público-alvo principal.

Quanto ao conteúdo: a autora reuniu diversas crises que surgiram ao longo de sua vida e fez um livro de crônicas. Os capítulos são bem curtos e objetivos que tratam a crise em questão: faculdade, carreira, namoros, amigos, insegurança e muitas outras coisas que, certamente, todos nós já passamos.

Quem conhece os vídeos consegue até "ouvir" a voz da autora enquanto lê. Ler o que ela escreve é como assistir o canal no youtube e, por esse motivo, imagino que os seguidores do canal tenham se sentido bem íntimos enquanto liam.

Eu gostei muito! Me identifiquei em cada crise e achei o livro engraçado e dramático na medida certa... é uma das únicas youtubers que eu fiquei realmente feliz ao ver que tinha conteúdo para ser colocado em páginas impressas.

Mas tem uma coisa que me decepcionou um pouco: eu acho que ela tem muito mais coisa interessante pra falar do que foi explorado nesse livro. Todos os capítulos são muito parecidos com algum vídeo que ela já tenha publicado, então o conteúdo ficou um pouco repetitivo. Isso não me incomodou, mas eu gostaria de ler sobre os assuntos mais sérios que ela trata no canal como igualdade social entre gêneros e raças.

Num balanço geral, eu gostei bastante, mas estava esperando uma leitura mais profunda.

Nenhum comentário:

Postar um comentário