24 de jun de 2015

Resenha: Maus


 "A narrativa mais comovente e incisiva já feita sobre o Holocausto."

"Uma obra de arte brutalmente tocante."



Entrei numa onda de ler quadrinhos e hoje tem a resenha de mais um!

O livro de hoje é o Maus, um sucesso que já vendeu milhares de exemplares no mundo todo e continua sendo um triunfo até hoje (com razão!). Esse foi a única Graphic Novel que ganhou um prêmio Pulitzer, em 1992.
Eu me interesso muito por assuntos relacionados à Segunda Guerra mas sempre encontro uma barreira porque a maioria dos livros e materiais acabam não prendendo o público. Mas Maus é simplesmente genial!

O autor contou através de quadrinhos, com uma arte gráfica impecável, a história de seu pai, um judeu sobrevivente do holocausto. Apesar de ser quadrinhos, o livro tem uma leitura pesada, devido ao tema, e uma linguagem um pouco truncada quando é o pai do autor que está narrando, devido aos traumas da guerra e sua história de vida.

O livro é extremamente tocante e leva o autor a conhecer acontecimento da Segunda Guerra que não são muito conhecidos, desde esconderijos, trocas por comida, favores, a visão da população mais rica e várias outras coisas.
Esse volume publicado pela Quadrinhos na Cia já tem todos os livros da coleção Maus, que foram publicados separadamente em outros países.

Uma curiosidade: depois de já ter vendido mais de 10 mil exemplares, algumas livrarias russas retiraram o livro de suas estantes em abril desse ano por conter a suástica na capa (fonte).


É um livro para se emocionar e compreender uma parte importante para a história mundial. Acho que não é um livro para qualquer um ler, precisa ter interesse e vontade no assunto, mas garanto que, se vocês começarem a ler, não vão se arrepender!

Maus
Art Spiegelman
Quadrinhos na Cia
2009

Nenhum comentário:

Postar um comentário