21 de jun de 2016

Resenha: Os contos de Beedle, o Bardo


Os Contos de Beedle, o Bardo
J.K.Rowling
Editora Rocco, 2008

Sinopse:

Os contos foram traduzidos das runas originais por Hermione, quando ela o herda de Dumbledore. São cinco histórias diferentes entre si, histórias populares para jovens bruxos e bruxas, contadas há gerações aos filhos.

A primeira das histórias, O Bruxo e o Caldeirão Saltitante tem como protagonista o filho de um bruxo muito bom que, após a morte do pai, decide não ajudar os outros como o pai fazia. A Fonte da Sorte mostra a busca de três bruxas e um cavaleiro por uma fonte, cuja água concede boa sorte a todos aqueles que nela se banharem; em seguida, a mais assustadora das narrativas, O Coração Peludo do Mago, sobre um velho bruxo incapaz de amar e uma donzela que em muito lembra as donzelas dos contos de fadas trouxas; a já conhecida O Conto dos Três Irmãos, citada e contada na íntegra e As Relíquias da Morte e Rowling também apresenta as aventuras da esperta Babbity, a Coelha, e seu Toco Gargalhante.

Um outro livro do universo de Harry Potter, mas com um teor bem diferente dessa vez. Quem já leu as outras obras da série e/ou assistiu os filmes, deve lembrar do Rony comentar sobre esse livro infantil que os pais bruxos liam para seus filhos.
O livro contém histórias infantis do mundo mágico, com uma linguagem lúdica e maravilhosa que já conhecemos. Durante as histórias, a autora faz notas de rodapé com explicações para os “trouxas” e, ao final de cada conto, há uma explicação do professor Dumbledore.
É como um livro de contos de fadas que todos já tivemos, mas com aquele envolvimento de narrativa fantástica.
Vale a pena de ser lido!


Nenhum comentário:

Postar um comentário