22 de mar de 2016

Resenha: Americanah

AMERICANAH
Chimamanda Ngozi Adichie
Companhia das Letras, 2014

Sinopse:
Lagos, anos 1990. Enquanto Ifemelu e Obinze vivem o idílio do primeiro amor, a Nigéria enfrenta tempos sombrios sob um governo militar. Em busca de alternativas às universidades nacionais, paralisadas por sucessivas greves, a jovem Ifemelu muda-se para os Estados Unidos. Ao mesmo tempo que se destaca no meio acadêmico, ela depara pela primeira vez com a questão racial e com as agruras da vida de imigrante, mulher e negra. 
Quinze anos mais tarde, Ifemelu é uma blogueira aclamada nos Estados Unidos, mas o tempo e o sucesso não atenuaram o apego à sua terra natal, tampouco anularam sua ligação com Obinze. Quando ela volta para a Nigéria, terá de encontrar seu lugar num país muito diferente do que deixou e na vida de seu companheiro de adolescência. 
Principal autora nigeriana de sua geração e uma das mais destacadas da cena literária internacional, Chimamanda Ngozi Adichie parte de uma história de amor para debater questões prementes e universais como imigração, preconceito racial e desigualdade de gênero. Bem-humorado, sagaz e implacável, Americanah é, além de seu romance mais arrebatador, um épico contemporâneo.

“Em parte história de amor, em parte crítica social, um dos melhores romances que você lerá no ano.” - Los Angeles Times
“Magistral… Uma história de amor épica…” - O, The Oprah Magazine

Vencedor do National Book Critics Circle Award.
Eleito um dos 10 melhores livros do ano pela NYT Book Review.
Há mais de 6 meses nas listas de best-sellers. 
Direitos para cinema comprados por Lupita Nyong’o, vencedora do Oscar de melhor atriz coadjuvante por Doze anos de escravidão.


Na primeira página eu já estava apaixonada.
Durante a leitura eu fiz três amigas minhas começarem a ler.
Quando terminei, fechei e disse: "que livro incrível".
Americanah foi mais um que entrou na minha lista de livros preferidos. 

Em cada parte do livro o foco da narrativa é um dos personagens principais: Ifemelu e Obinze. Um casal de jovens de Lagos, na Nigéria, em 1990 que vive o primeiro e verdadeiro amor.
Enquanto eles fazem planos para o futuro, a Nigéria vive um período político complicado o que leva Ifemelu a se mudar para os Estados Unidos em busca de um formação melhor e com pretensões de Obinze ir encontrá-la.
Já adulta, Ifemelu cria um blog para discutir as questões raciais que afligem o negro americano e o não-americano numa cultura tão diferente. Os posts do blog são, com certeza, a melhor parte da história.
O livro conta o que aconteceu por 15 anos, na vida de cada um separadamente. De todas as dificuldades, angústias e conquistas dos dois. Ele, na Nigéria e ela, nos Estados Unidos.
Não posso dar mais detalhes da história pois qualquer detalhe pode estragar uma surpresa agradável durante a leitura.
Sem dúvida, é um dos livros mais lindos e verdadeiros que eu já li. A autora parte de um romance para debater questões prementes e universais como imigração, preconceito racial e desigualdade de gênero.
Todos os seus livros contêm traços da autora em cada linha, são romances verdadeiros, extremamente bem desenvolvidos, personagens fortes e com descrições impecáveis.  São livros para todo mundo mas, principalmente, para mulheres jovens e adultas. 
Entrou para a lista dos 10 melhores livros da vida e estou muito ansiosa para ler os outros.

Chimamanda é uma das autora Nigerianas mais prestigiadas no exterior, entretanto seus livros ganharam força no Brasil a partir de 2015. Acredito que parte desse crescimento seja pelo crescimento dos movimentos feministas que aconteceram no país nesse ano, já que a autora partilha, participa e divulga as lutas das mulheres. 
No Brasil, ela tem 4 livros publicados pela Companhia das Letras: Meio sol amarelo (2008), Hibisco roxo (2011), Americanah (2014) e Sejamos todos feministas (2015). Esse último foi usado, pela editora, para uma campanha para o Dia da Mulher (https://www.facebook.com/companhiadasletras/videos/10153378271261408/?pnref=story) e o eBook está disponível para download gratuito.
No exterior, seus livros já ganharam diversos prêmios e a autora é famosa pelas palestras que faz, há muitos vídeos disponíveis na internet para quem tiver interesse.  

Nenhum comentário:

Postar um comentário