12 de mar de 2015

Resenha: Asterios Polyp


Nome: Asterios Polyp


Autor: David Mazzucchelli
Ano: 2011
Páginas: 344
Editora: Quadrinhos na Cia (selo da Companhia das Letras)
ISBN: 9788535918861



"Quem é Asterios Polyp? Arquiteto, professor, autor, marido - tudo isso é passado. Agora, com meio século de vida, ele não passa de uma sombra do que costumava ser. Mas numa noite de tempestade, um raio está prestes a levá-lo para uma jornada decisiva..."

Algumas amigas minhas foram assistir à uma peça de teatro que é inspirada nesse livro e saíram de lá simplesmente apaixonadas. Os elogios delas foram o meu incentivo para ler essa graphic novel.


[Graphic novel, como eu aprendi numa rápida busca de internet, é como um HQ. Mas, enquanto os quadrinhos tem várias continuações, a novela tem começo, meio e fim].
Antes de entrar na história, vale fazer um destaque sobre a qualidade das ilustrações: são maravilhosas, diferentes de qualquer outro livro e uma arte gráfica impecável; a edição também ficou ótima, foi feita num formato maior (20x26) e é inteiramente colorido.


A narrativa se passa ao redor da vida de Asterios, um solitário arquiteto de 50 anos. Ele vive sozinho em seu apartamento até que um incêndio inesperado o coloca nos caminhos da vida em busca de uma viagem de reflexão pessoal.


O tom da narrativa ao longo de todo o livo é de pesar e tristeza, o que passa para o leitor a sensação de que Asterios é confuso, sozinho e triste por acontecimentos passados e, principalmente, pela perda de quem ele costumava ser.
Com essa reflexão o passado e o presente do personagem se misturam. Cada capítulo trata de uma parte da sua vida passada (formação acadêmica e profissional, vida amorosa, relação familiar) ou do que acontece no presente, nessa viagem sem rumo que o personagem está vivendo.
Se eu tivesse que definir uma marca registrada do livro seriam as reflexões filosóficas e pessoais internas do personagem. Ele pensa e reflete sobre si mesmo, sobre as mudanças e sobre a vida e a sociedade como um todo. Achei extremamente impactante por fazer com o que o leitor sinta cada pensamento junto com Asterios.
O leitor pode ver, através da leitura, a evolução e o redescobrimento do protagonista e o compreende por completo conforme vê todos os acontecimento que ele já passou, desde e o nascimento até o presente e como cada detalhe de nossas vidas influencia no que somos.


Indico totalmente até para quem não gosta de quadrinhos, embora seja quase impossível não gostar desse!


Nenhum comentário:

Postar um comentário