12 de fev de 2019

Resenha: Flores partidas

Flores partidas
Karin Slaughter
2017, Harper Collins

SINOPSE:
Irmãs. Estranhas. Sobreviventes.
Quando Lydia contou para a irmã que o cunhado havia tentado estuprá-la, Claire não acreditou. Dezoito anos depois, porém, tudo o que Claire achava saber sobre o marido se provou uma mentira. Quando vídeos escondidos no computador de Paul mostram uma face terrível do homem que ela julgava conhecer, Lydia percebe que o drama de sua família tem muitas camadas que precisarão ser descobertas antes que a assustadora verdade por fim venha à tona.

Flores partidas foi um presente que recebi no Natal e até então, eu não tinha lido nenhum dos livros da Karin Slaughter. Foi uma descoberta bem interessante que colocou a escritora na minha lista de leitura. 

Esse livro conta a história de Claire e sua família, marcada pela tragédia. Julia, a mais velha das irmãs desapareceu anos atrás e todas as investigações não revelaram nada de seu paradeiro. Os caminhos de Claire e Lydia, as irmãs de Julia, se distanciaram depois que Lydia acusou o marido de Claire de abuso sexual. Desacreditada, Lydia se distanciou da família e teve uma vida de dificuldades e provações. Claire por sua vez, teve uma vida de luxos e privilégios ao lado do seu dedicado marido Paul.

Muitos anos depois, as duas irmãs voltam a se reencontrar quando Claire descobre vídeos assustadores no computador do marido que a fazem questionar se sua irmã falou a verdade no passado. 

Flores partidas me lembrou outro livro, Marido Perfeito da Kimberly Belle, que parte também da descoberta de uma esposa de coisas impensáveis sobre o marido. Mas Flores partidas é mais intenso e envolve desaparecimento de jovens e violência sexual. 

Gostei muito do desenrolar da história e da maneira como a autora amarra os capítulos nos fazendo até perder a hora de dormir... A leitura é tensa devido ao tema e ao sofrimento da família. No início são apresentadas as histórias de Claire e Lydia separadamente, alternadas por cartas escritas pelo pai delas à filha desaparecida (se você não sentir o sofrimento desse pai ao ler essas cartas, tem algo de errado!). É uma história repleta de descobertas chocantes e muitas emoções envolvidas.

Além da história muito bem desenvolvida, destaco a edição da Harper Collins que trás uma capa e uma sobre-capa representando o perfil das jovens que são o objeto da crueldade abordada na história e depois uma imagem mais marcante, com a mesma jovem de olhos fechados e uma lágrima de sangue. 

Flores partidas é um thriller que te prende desde o início até o desfecho e não decepciona em nenhum momento. Eu indico! 

Nenhum comentário:

Postar um comentário